Recolocação profissional: como fazer um bom currículo
Escolha como quer aprender:

Confira dicas para fazer um bom currículo e retornar ao mercado de trabalho.

Se você está desempregado, deve saber que um bom currículo é crucial para aumentar suas chances de voltar ao mercado de trabalho. 

Porém, a dúvida que surge é: afinal, como fazer um bom currículo? Quais são os elementos que não podem faltar? E quais os erros que você não pode cometer?

Com o objetivo de te ajudar a elaborar um bom currículo, o Cartão Carrefour traz dicas que vão dar aquela forcinha para você conseguir uma oportunidade de recolocação profissional.

 

Leia também: Transferir dinheiro pelo WhatsApp: 10 fatos que você precisa saber

 

Como fazer um bom currículo?

Provavelmente você já sabe que, ao elaborar um currículo, é necessário apresentar sua formação acadêmica, cursos realizados, além de sua experiência profissional. Tudo isso de forma direta e resumida.

Mas tem alguns pontos que podem transformar o seu CV básico em um documento que vai te ajudar a “vender o seu peixe” para os recrutadores. Vejamos quais são eles:
 

1 - Evite erros de português e de digitação

O currículo é sua principal apresentação em uma nova oportunidade de trabalho. Ter erros no texto pode passar a impressão de que o documento não foi feito com a dedicação suficiente, ou mesmo que a comunicação escrita é um ponto fraco. 

Para evitar essa percepção, revise todo o material produzido mais de uma vez e veja se não existe algum erro de português ou de digitação.

 Uma dica bacana é pedir para que pessoas de sua confiança façam uma leitura. Elas podem encontrar erros que você não percebeu e até sugerir algumas melhorias.
 

2 - Envie o currículo no formato PDF

Essa dica é simples, mas pode ser crucial se você estiver procurando emprego pela internet. 

Quando você envia o arquivo DOC (o padrão do Microsoft Word) por e-mail,  ele pode acabar perdendo a formatação quando for aberto em outro computador. Em outras palavras, seu currículo pode acabar ficando com as informações desordenadas na página. 

Por  outro lado, se estiver em PDF, não há esse risco e o documento chega para o entrevistador exatamente da forma como foi feito.
 

3 - Crie mais de uma opção de currículo

Dependendo da sua área de atuação ou das suas experiências, você pode ter várias possibilidades de vagas de emprego.

Por exemplo, se você tem uma boa experiência trabalhando em lojas, talvez seja interessante ter um currículo com foco em atendimento ao cliente (como caixa ou vendedor, por exemplo) e outro mais ligado à reposição e estoque.

Se esse é o seu caso, é importante ter uma versão de currículo específica para cada oportunidade. Assim, você terá um CV mais direto e com foco na vaga para a qual está se candidatando.
 

Leia mais: 6 dicas para driblar o desemprego e iniciar seu próprio negócio
 

4 - Cuidado com endereço de e-mails constrangedores

Sabe aquele e-mail que fez na época da adolescência e usa até hoje? Um com apelido, gírias, ou um nome engraçado seguido de @email.com? Então, é melhor não usá-lo se você quer fazer um bom currículo.

A dica aqui é ter um e-mail mais formal para enviar aos recrutadores. Usar apenas seu nome e sobrenome, quando for possível, costuma ser a melhor opção.
 

5 - Nomeie o documento do currículo com nome completo seguido do nome da vaga

Outra dica muito importante sobre como fazer um bom currículo é colocar o seu nome seguido da vaga no documento, por exemplo, “João da Silva - promotor de vendas”. 

Isso permite que quem está selecionando os currículos possa te encontrar mais facilmente entre as dezenas de CVs recebidos por email. Essa simples atitude pode aumentar suas chances de conseguir a oportunidade que deseja.
 

6 - Cuidado com suas redes sociais

Caso queira colocar uma rede social ou o recrutador peça, o ideal é que seja o LinkedIn, uma rede mais profissional.

É importante que ela esteja atualizada, com uma boa foto de apresentação. Se atente para que todas as informações estejam alinhadas com o currículo e que não haja nenhuma divergência.
 

7 - Pretensão salarial

Um ponto delicado na hora de elaborar um bom currículo é a pretensão salarial. A dica geral é: se o recrutador não pedir, não coloque. Embora o valor do salário seja muito importante, de forma geral, essa é uma questão que pode ser acordada depois que o seu currículo for selecionado e você for convidado para uma entrevista. 

Mas e se essa informação for solicitada já na etapa de seleção? Nesse caso, vale pensar em um valor que considere suas últimas experiências profissionais e a média de mercado para a função. Um caminho interessante pode ser estabelecer um intervalo, por exemplo, entre R$ 3 mil e R$ 4 mil. 

 

8 - Seja honesto

Por fim, um bom currículo é sempre transparente. Não faz sentido incluir habilidades que você não tem ou experiências pelas quais não passou. 

Mesmo que a mentira chame a atenção do empregador, as chances de ficar em uma situação constrangedora caso tenha que provar o que colocou no currículo são grandes. E nem precisa falar que um candidato que mente no CV está automaticamente eliminado de um processo seletivo, não é?

Se você não tem experiência profissional suficiente, deixe claro que tem garra para aprender. Se não tem inglês fluente, vale a pena colocar que está fazendo um curso para melhorar no idioma. Falar a verdade é sempre a melhor saída.
 

O que achou dessas dicas sobre como fazer um bom currículo? Aprendeu algo novo? Para mais conteúdos como esse, acesse o nosso blog e fique por dentro de mais dicas!

 

Saiba mais: 5 motivos para você ter um Cartão Carrefour

CARTÃO
Não perca tempo! Peça já seu cartão!
Mais artigos para você
Subtítulo