Pular para o conteúdo

Como organizar meu orçamento?

Como organizar meu orçamento?

Educação Financeira

Organizar

1 Nov 2019

Como organizar meu orçamento?

Entenda como organizar melhor o seu orçamento faz com que você faça escolhas melhores na hora de gastar o seu dinheiro.

Escolha como quer aprender:

Quando o salário termina sempre antes do fim mês, é preciso encontrar saídas para o problema. É principalmente nos meses em que a nossa renda não cobre todas as nossas despesas que ter uma organização no orçamento ajuda a fazer escolhas melhores com o dinheiro.

E o que é um orçamento? É uma maneira simples, que qualquer pessoa pode utilizar para controlar o seu dinheiro. Um orçamento também pode funcionar como um mapa, para você sair de onde está agora e chegar aos objetivos financeiros que deseja.

Um orçamento pode te ajudar de várias maneiras:

  • Facilita decidir quanto gastar e quanto economizar
  • Estimula gastar com inteligência
  • Incentiva poupar com disciplina
  • Ajuda a assumir o controle da sua situação financeira

 

Dicas para montar um orçamento

O primeiro passo é fazer um levantamento de todas as receitas. Ou seja, todo dinheiro que você ganha no mês. Quando a receita vem de um pequeno negócio, é ainda mais importante fazer um acompanhamento detalhado de todas as quantias recebidas. Selecione um período de um mês para analisar. 

Anote todas as suas fontes de receita (e os valores) durante esse período. Se você for assalariado, sua renda total deverá incluir o seu salário após todos os descontos que aparecem no holerite (como INSS, FGTS, imposto de renda, vale-refeição). Se recebeu horas extras, adicional de férias e parcela do 13º salário, anote também.  

Se você for autônomo, como eletricista, vendedor que depende de comissão ou motorista de aplicativos, faça uma lista de tudo o que recebeu com diferentes trabalhos. Quem recebe alguma pensão ou aluguel também precisa colocar esses valores na renda total. Dependendo do caso, adicione a renda do seu parceiro ou parceira ou de outros membros da família, como filhos crescidos que contribuem para o orçamento da casa ou a aposentadoria de um idoso que mora com você.

 

O segundo passo é mapear todas as despesas feitas durante um mês. Lembre-se de anotar todas as dívidas acumuladas no cartão de crédito ou cheque especial. Não deixe de fora os empréstimos entre familiares. No caso dos parcelamentos, some os pagamentos que já estão previstos para cada mês, até que terminem. Anote cada compra que foi parcelada e quantas parcelas faltam para poder esquecer dela. Escreva em um caderno todos esses gastos e dívidas. Se preferir, baixe um aplicativo no celular que funcione como um substituto do caderno. Existem várias opções gratuitas. Faça uma pesquisa e descubra o aplicativo ideal para você. Para deixar tudo bem organizado, aproveite a planilha que nós já preparamos para você e não deixe de assistir ao vídeo sobre Como se Livrar das Dívidas.

 

O terceiro passo é criar categorias para as despesas. Você deve dividir suas despesas em dois grupos: as despesas fixas (aquelas de mesmo valor todos os meses, como aluguel, condomínio, IPTU, mensalidade escolar) e as despesas variáveis (que podemos tentar reduzir, como conta de luz e água, gastos com roupas, refeições fora de casa). 

Na planilha que nós preparamos para você, já tem essa separação, mas ajuste as categorias à sua realidade. Por exemplo, adicione uma linha de despesa para um valor que manda todos os meses para algum familiar que precisa de ajuda financeira ou filho que estuda em outra cidade, contribuições para previdência privada, igreja ou instituição de caridade. O importante é ter um controle que inclua tudo o que a sua família ganha e gasta — e cada casa é diferente! 

 

Depois de separar todos os seus gastos, dívidas, parcelamentos e anotar todos os seus ganhos, você terá uma visão bem clara do quanto já está comprometido para os próximos meses, do quanto pode cortar ou reduzir e até do quanto pode sobrar para uma poupança ou projeto futuro.

Pode levar alguns meses para a sua planilha ficar completa e você pegar o hábito de anotar todas as suas movimentações com dinheiro. Isso é normal e faz parte do processo de aprendizado. É só não desistir que você chega lá!

Agora que você já sabe como organizar seu orçamento, veja o conteúdo que preparamos para ajudar você a ajustar seu orçamento aos seus objetivos futuros.

Continue com a gente e veja como o orçamento e outras ideias simples podem te ajudar a alcançar seus objetivos financeiros. Conte com o Carrefour para te acompanhar nessa jornada e para te ajudar a assumir o comando das suas contas!