Vacinação: pandemia aumenta importância de se vacinar contra gripe
Escolha como quer aprender:

Embora ainda não exista uma vacina para o coronavírus, se imunizar contra a gripe é importante para evitar a sobrecarga nos hospitais e limitar a circulação do vírus Influenza no país.

Vacinação: pandemia aumenta importância de se vacinar contra gripe

Enquanto cientistas e profissionais da saúde do mundo todo correm contra o tempo para desenvolver uma forma eficaz de imunizar a população contra o coronavírus (COVID-19), fica ainda mais clara a importância de tomar a vacina para gripe.

Apesar de não evitar o contágio pelo coronavírus, o governo antecipou a campanha de vacinação contra a gripe porque ela tem um papel muito importante na proteção à saúde pública.

A seguir, vamos esclarecer as principais dúvidas sobre a vacina contra a gripe e explicar por que você deveria tomá-la.

 

Por que se vacinar contra a gripe?

A vacina que existe hoje, e que está disponível para evitar a propagação da gripe, é uma solução que age contra o vírus Influenza (responsável pela H1N1, Influenza B e H3N2), e não contra a COVID-19.

Porém, se proteger da Influenza pode ajudar a combater as consequências do coronavírus por alguns motivos.

 

  • Desafogar o sistema de saúde

Todos os anos temos milhares de casos de gripe que precisam de assistência médica e até de internação.

Porém, em 2020, o coronavírus deve tomar uma parte dos leitos do país e impedir que outras enfermidades ¿ com as causadas pelo vírus Influenza ¿ sejam tratadas como deveriam.

Pensando nisso, quando as pessoas se vacinam contra a gripe, reduzimos drasticamente o nível de brasileiros com outras doenças e evitamos uma sobrecarga nos hospitais.

 

  • Facilitar o diagnóstico

Os sintomas da COVID-19 são muito parecidos com os de uma gripe e de outras doenças respiratórias. Mas, se o paciente já tiver recebido a vacina contra a Influenza, a equipe médica pode descartar as doenças causadas por esse vírus.

Considerando que os resultados para o coronavírus têm demorado dias e até semanas para sair, eliminar a possibilidade de o paciente estar gripado é uma ajuda e tanto para os profissionais de saúde.

 

  • Evitar um novo surto

Se a estrutura de saúde já está sobrecarregada com a pandemia de coronavírus, imagine como ficará nosso sistema se houver, também, um surto de Influenza! Não podemos correr esse risco.

Para evitar que a transmissão da gripe se torne um segundo problema com o qual vamos ter que lidar, a vacinação é a melhor alternativa.

 

  • Diminuir as complicações

Existe a possibilidade de uma pessoa se infectar com Influenza e coronavírus ao mesmo tempo.

Nesse caso, a interação das duas doenças pode gerar complicações sérias e prejudicar, principalmente, quem está no grupo de risco ¿ como idosos, hipertensos, diabéticos e pessoas que sofrem de doenças respiratórias.

Felizmente, a vacina contra a gripe diminui as chances de que os dois vírus coexistam no nosso sistema.

 

Quem deve se vacinar?

Atualmente, a campanha de vacinação está focada nos brasileiros que fazem parte do grupo de risco.

Entretanto, a imunização contra a gripe é indicada para a população em geral, não só como forma de evitar formas mais graves das doenças, mas de refrear a transmissão da Influenza.

 

A vacina é segura?

As vacinas são consideradas seguras e eficazes para a maioria da população. Caso tenha alguma deficiência de imunidade ou já tiver apresentado reações sérias a outras vacinas, informe a equipe médica antes da aplicação.

 

Quando se vacinar?

A primeira etapa, que contempla a vacinação de idosos e profissionais da saúde, vai até 15 de abril. A segunda fase será focada em atender doentes crônicos, professores da rede pública e profissionais de segurança e salvamento. A partir de 9 de maio, pode-se vacinar crianças, adolescentes, gestantes e puérperas, pessoas com deficiência, indígenas e funcionários do sistema prisional.

A campanha contra a gripe vai até dia 22 de maio.

Importante reforçar mais uma vez que a vacina da gripe só combate indiretamente as consequências do coronavírus e mesmo quem tomá-la não estará protegido da COVID-19.

Por conta disso, não se descuide: continue evitando aglomerações, lave bem as mãos, utilize álcool em gel quando não puder higienizá-las com água e sabão e, se possível, fique em casa!

Fique por dentro das novidades

O Cartão Carrefour tem muito mais dicas para você ficar sempre no comando das suas contas.


Não perca tempo! peça já seu cartão!
Mais artigos para você
Ícone seta esquerda Previous Ícone seta direita Next