Pular para o conteúdo

O que é IOF e quando ele é cobrado na sua fatura?

O que é IOF e quando ele é cobrado na sua fatura?

Meu Cartão Carrefour

Quero Saber

28 Aug 2020

O que é IOF e quando ele é cobrado na sua fatura?

Você sabe o que é o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e como é feita a cobrança dele na fatura do seu cartão de crédito? Veja o que preparamos e saiba mais sobre ele

Escolha como quer aprender:

Sempre que recebemos a fatura do nosso cartão de crédito é importante verificar cada compra e lançamento que está sendo cobrado. E quando fazemos uma compra no exterior ou deixamos de pagar o valor integral da fatura em um determinado mês, nos lançamentos da fatura do mês seguinte podem aparecer a cobrança de IOF. Mas você sabe o que é  IOF e porquê ele é cobrado? O Cartão Carrefour explica para você!

 

O que é o IOF?

IOF é a sigla para Imposto sobre Operações Financeiras. Por ser um imposto, é um valor que vai para os cofres públicos e não fica com a instituição financeira que recolhe a quantia paga pelo cliente.

Em condições normais, o IOF incide sobre empréstimos, transações com moeda estrangeira, seguros e aplicações financeiras. Quando uma operação dessas é realizada, a instituição financeira responsável recolhe o IOF pago pelo cliente e repassa para o governo. Portanto, é impossível negociar esse valor.

A alíquota, ou seja, a proporção que será paga sobre o valor total da operação financeira, varia de acordo com o tipo de transação e pode ser alterada pelo governo conforme a necessidade. Em razão dapandemia do coronavírus, o governo zerou temporariamente a cobrança de IOFnos empréstimos, cheque especial e crédito rotativo. Essa suspensão está valendo até o dia 2 de outubro.  

 

IOF no cartão de crédito

Fora do período de suspensão, o IOF pode ser cobrado sobre a fatura do cartão de crédito em diferentes situações como: quando o cliente entra no crédito rotativo, atrasa o pagamento da fatura, parcela a fatura, contrai empréstimo por meio do cartão ou faz compras no exterior, mesmo que seja só pela internet.

No caso das compras fora do Brasil, o IOF só é cobrado sobre o valor daquela compra específica, após a conversão para reais.

Quem paga a fatura do cartão na íntegra não paga IOF, mesmo se tiver compras parceladas. Mas quando o cliente não paga o valor total da fatura mensal, a quantia devida entra no crédito rotativo. Além dos juros do crédito rotativo que são cobrados pela operadora do cartão, haverá duas cobranças de IOF listadas na fatura seguinte: uma é a alíquota fixa sobre o valor da dívida, cobrada em cima do valor que ficou em aberto. A outra é o IOF diário, que será cobrado a cada dia até que a dívida seja quitada.

 

Como posso evitar a cobrança de IOF no meu cartão?

Em se tratando de IOF, é preciso ter em mente que quando se joga uma dívida para o futuro, além dos juros pagos à instituição financeira ou operadora do cartão, precisará pagar IOF ao governo. Por isso é tão importante monitorar suas despesas para não entrar em parcelamentos que não conseguirá pagar depois.

Além de controlar o orçamento, organizar sua agenda mensal para pagar as contas sempre em dia é o melhor caminho. Tente não deixar para a última hora porque, caso ocorra um imprevisto e você não puder fazer o pagamento naquela data, terá tempo para fazer nos próximos dias sem ficar com a conta atrasada. Outra opção é colocar as contas em débito automático e não correr mais o risco de esquecer algum pagamento.

Com organização e um pouco de conhecimento sobre o funcionamento do seu cartão, você paga somente a quantia que gastou, sem taxas adicionais e sem surpresas desagradáveis.

 

Tabela de alíquota do IOF do cartão (fora do período de suspensão devido à pandemia)
* valores em agosto/2020

 

IOF fixo

0,38%

IOF diário

0,0082% ao dia

IOF em compras no exterior

6,38%