Pular para o conteúdo

Dicas para se planejar para um período sem rendimento

Dicas para se planejar para um período sem rendimento

Educação Financeira

Planejar

23 Dec 2019

Dicas para se planejar para um período sem rendimento

Ficar um período sem renda fixa pode ser um verdadeiro desafio. Quer saber como fazer isso sem dor de cabeça? Veja as nossas dicas e planeje-se!

Escolha como quer aprender:

Você já imaginou ficar algum tempo sem ganhar dinheiro, mas sem grandes preocupações?

Isso é importante, por exemplo, para quem é autônomo e vai ter um bebê, fazer um curso, viver algum tempo em outra cidade, estudar para um concurso, passar por um tratamento médico ou cuidar de alguém doente.

Tem também quem sai de uma empresa e quer encontrar novas possibilidades de trabalho. Ou quem está abrindo um negócio e ainda não vê o dinheiro entrar.

Mas como atravessar esse período em que o saldo na conta bancária só diminui? Isso é possível sim, com um orçamento claro, redução antecipada de despesas, criação de uma reserva e agilidade para mudar seus planos se for necessário.

E por onde começar? Para se preparar para um período sem renda, é preciso cumprir algumas etapas e nós vamos explicar cada uma para você.

 

1 - Mapeie seus gastos mensais

Primeiro, você precisa saber o quanto precisa para se manter ou seja, pagar as contas mais básicas do mês, como moradia e comida feita em casa. Use a planilha que o Cartão Carrefour preparou para você e entenda direitinho para onde vai o dinheiro e quais gastos são mesmo essenciais.

Mapear seus gastos e encontrar oportunidades para economizar é essencial para criar uma reserva que cubra as despesas durante o período em que você ficar sem rendimento.

 

2 - Corte e/ou reduza custos

Renegocie planos de celular e TV por assinatura, reduza as compras de supérfluos como roupas e acessórios, deixe de frequentar bares e restaurantes, procure promoções e descontos nas compras de alimentos e material de limpeza. Não deixe de se divertir, mas pesquise programas gratuitos e faça passeios na natureza, que não custam nada. Reveja todos os seus gastos e veja onde dá para cortar ou reduzir.

Talvez você tenha direito a gratuidades e descontos para desempregados e estudantes no transporte público. Isso diminui sua despesa mensal e dá espaço para fortalecer sua reserva.  

Veja mais dicas de como cortar gastos do seu orçamento.

 

3 - Não gaste os direitos trabalhistas

Além da poupança, sua reserva também pode ser fortalecida por seguro-desemprego ou FGTS. Nem pense em gastar de uma vez se uma bolada entrar na sua conta se você for demitido. Quem não tem rendimento regular não pode fazer nenhuma ousadia, como viajar ou comprar um automóvel. Essa reserva é uma proteção para você e sua família.

 

4 - Calcule quanto tempo poderá ficar sem renda

Sabendo quanto vai ter disponível — somando sua poupança mais direitos trabalhistas — você chega à quarta etapa, que é calcular quanto tempo pode ficar sem renda.
Gastando só com o essencial, talvez seu dinheiro dê para viver um mês, três meses ou um ano sem trabalhar.

Esta é a hora de usar crédito com inteligência. Tenha limite no cartão para usar quando a reserva encolher. Desta forma, você poderá parcelar compras maiores em muitas vezes e contar com o dinheiro que só vai entrar lá na frente.

 

5 - Aproveite de verdade o período de afastamento

Foque no motivo pelo qual você se afastou. Estude para valer. Se empenhe ao máximo naquele novo negócio ou na busca de um novo emprego. Se for para cuidar da sua saúde ou da sua família, faça isso com carinho e consciência.

Quando a gente não trabalha, é fácil desperdiçar o tempo no celular, assistindo séries ou jogando videogame. Se sobrar tempo, adquira uma nova habilidade -- quem sabe costurar, maquiar, ganhar noções de contabilidade, inglês ou espanhol. Pesquise tutoriais na internet ou cursos de baixo custo na sua cidade. Você pode se surpreender e encontrar algo que adora fazer.

 

E se o período sem rendimento for maior que o esperado?

A vida nem sempre segue os nossos melhores planos. Você pode programar um afastamento por alguns meses e achar que vai encontrar um emprego logo ou que seu negócio próprio vai dar certo, mas isso pode não acontecer quando você imagina.

Portanto, talvez seja necessário mudar seu planejamento. Neste caso, você tem três opções:

  • Ganhar algum dinheiro fazendo bicos: por exemplo, vender brigadeiros, cuidar de idosos ou crianças, produzir artesanato, dar aulas particulares ou ajudar no caixa de alguma loja ou restaurante por algumas horas. Se não puder se locomover, veja se pode fazer algum trabalho somente pelo telefone ou computador. Se for proprietário, você também pode alugar um cômodo da sua casa.
  • Baixar ainda mais sua despesa: por exemplo, dividir apartamento ou quarto com alguém ou mudar seus filhos para uma escola mais barata ou pública.
  • Aumentar sua reserva: você pode fazer isso vendendo algo de maior valor, como um carro ou terreno.

Sabendo organizar seu orçamento, planejar o período sem rendimento, aproveitar de verdade esse tempo afastado e armar um plano B se for necessário, você consegue atravessar esse período sem confusão nas suas contas e sem angústia. Aliás, foque nos benefícios que essa fase pode trazer para sua vida e para sua família.

E conte com o Carrefour Soluções Financeiras para aprender a cuidar do orçamento, economizar nas compras do dia a dia e aumentar seu conhecimento e sua autonomia para assumir o comando das suas contas!